Quem passa

Este slideshow necessita de JavaScript.

Em Porto Alegre, estima-se que 54% da população utiliza o ônibus como principal meio de transporte. Desta, 40% o usa para se dirigir ao trabalho e 27% à escola ou universidade. De acordo com dados da EPTC, cerca de 1,1 milhão de pessoas trafegam pela capital a bordo dos coletivos diariamente. O coordenador de planejamento de operações de transporte da empresa, Gustavo Balestrin, explica como funcionam as ações de fiscalização no local.

Fonte: EPTC

Dados: EPTC

Fonte: EPTC

Dados: EPTC

Sem dúvida, as pessoas que mais povoam o Parobé são os usuários de ônibus. Aqui, diferentemente de quem vive ou trabalha no local, os personagens são as pessoas que utilizam o Parobé apenas como passagem rápida. O terminal, para elas, é um ponto de ligação necessário, que por vezes provoca sentimentos de urgência, de espera e angústia. Estão interessadas em pegar o transporte para então seguirem seus caminhos.

É no momento da espera que diversos indivíduos, com histórias de vida particulares, se encontram com um objetivo em comum. Ao observarmos o comportamento dessas pessoas nas filas do terminal, notamos que as conversas sobre a demora do ônibus são as que predominam, seguidas de comentários genéricos sobre o tempo. Os que esperam costumam olhar repetidamente para o relógio, e os que descem seguem com passos rápidos.

A babá Rejane Silva utiliza a linha São Manoel há dois anos nos mesmos dias e horários. Ela conta que, muitas vezes, pega seu ônibus com o mesmo motorista e o mesmo cobrador.  Por vê-los todos os dias, acabou simpatizando com a dupla. Segundo ela, fazer amizade com passageiros é mais difícil.

Para Rejane, além dos atrasos nos horários dos ônibus, os maiores problemas do terminal Parobé são os relacionados à estrutura e segurança. No local, há cobertura apenas na área central, onde passam muitos ônibus da empresa Conorte. Nas paradas mais próximas ao mercado público, os passageiros ficam ao relento em dias chuvosos.

Rejane aponta a falta de segurança como uma situação corriqueira no local.

Com Vilma Goulart, a situação é um pouco diferente se comparada com a de Rejane. Para ela, as amizades com os passageiros se tornaram mais fáceis. Usuária das linhas Santana e São Manoel, ela reconhece moradores do seu bairro nas filas do ônibus.

Vídeo: Manoella van Meegen

A professora Teresinha Hause pega ônibus no Parobé em dois dias da semana e também destaca os problemas de estrutura e segurança do local.

Vídeo: Manoella van Meegen

Sobre a insegurança no terminal, a Brigada Militar (BM) comenta que dispõe para o Parobé do efetivo de dois policiais e um ônibus da corporação que fica estacionado no Largo Glênio Peres. A permanência dos agentes é diária, das 6h às 22h.

Segundo a capitã Martha Richter, comandante da 1ª companhia do 9º BPM, no Centro, o período com maior número de crimes é no início da manhã e no final da tarde, horários de grande circulação de pessoas. A maioria das ocorrências é de roubos. “Pelo menos 90% dos crimes ali é roubo. O que mais apreendemos com os indivíduos são celulares e joias. O importante é que as pessoas cuidem de suas bolsas, evitem falar ao celular na rua e sempre avisem à Brigada sobre qualquer situação suspeita”.

Dados: Brigada Militar

Dados: Brigada Militar

O Centro de Porto Alegre dispõe de 15 policiais e três viaturas, que é considerado “insuficiente”, segundo a capitã. Ela comenta que sem que as pessoas informem a BM sobre os incidentes, fica mais difícil agir na prevenção. “Atualmente estamos atuando mais na repressão do que na prevenção, porque as ocorrências não são comunicadas. É importante fazer sempre o registro, ligar para a Brigada.”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s